Batman – O Príncipe Encantado das Trevas #1

3.5

NOTA DO AUTOR

Qual autor não quer escrever uma história do Batman? O suíço com nacionalidade italiana Enrico Marini (Predadores) aceitou na hora o convite para mostrar sua visão do Cavaleiro das Trevas. Por tabela, a graphic novel Batman – O Príncipe Encantado das Trevas é sua estreia no mercado norte-americano. Marini é muito conhecido entre os europeus, sobretudo no mercado franco-belga. Aqui no Brasil, só temos publicado Predadores e, agora, essa edição do Batman.

Se Marini não inova (de cara, ele usa o Coringa como antagonista e a Arlequina de coadjuvante), ao menos nos traz uma história de mistério e explora um pouco a faceta detetivesca do Batman, coisa cada vez mais rara nesses tempos em que o personagem está cada vez mais imbatível. Então, não espere revoluções cronológicas, mais uma versão da morte de Thomas e Martha Wayne, retcon ou qualquer tipo de perfil psicológico do personagem. Ao menos, nessa primeira parte da história.

E a história? Permeando presente com flashbacks, vemos que o Coringa sequestrou uma garotinha muito fã do Batman e que possui uma ligação com o passado de Bruce Wayne, deixando o crime com uma motivação pessoal misteriosa. Batman mergulha no submundo de Gotham em busca do esconderijo do Coringa para salvar a menina.

Não é apenas por meio de uma história de mistério que Marini se liga ao passado recente dos quadrinhos do Batman. O autor optou por trabalhar sem apetrechos tecnológicos modernos. Para tal, usou lápis, papel, pincel e tinta e não aquela prancheta digital. Nesse caso, se a sinopse acima não te convenceu muito, creio que os desenhos não deixarão dúvidas quanto a qualidade do material. A Panini acertou em cheio em manter o formato original (21,5 x 33 cm), grandão, que valoriza por demais a belíssima arte de Marini.

E que arte! Sua narrativa é dinâmica, seu texto enxuto e com bons diálogos e ele ainda melhora nossa vista com uns painéis lindíssimos, um verdadeiro deleite visual. Não se furta de mostrar toda a grandiosidade de Gotham City, seja vista do alto das gárgulas, seja do mais baixo submundo violento. A cidade é usada a seu favor, o que só enriquece a obra. Em suma, como dito acima, se não mudou nada, Marini ao menos não inventou moda. É apenas um bom gibi do Batman, iguais aos tantos que você comprou ao longo de sua vida quando havia terminado a leitura das mensais. A diferença está, justamente, nos desenhos.

O volume dois já saiu lá fora e não deve tardar em aparecer por aqui, onde veremos a conclusão da história. Na pior das hipóteses, fique com uma das máximas do meu amigo Reginaldo Yeoman: pizza, sexo e Batman, até quando é ruim, é bom.

 

  

Roteiro: Enrico Marini

Arte: Enrico Marini

Editor: Jim Chadwick

Capa: Enrico Marini

Publicação original: Batman - The Dark Prince Charming #1 (janeiro de 2018)

No Brasil: junho de 2018

Nota dos editores:  1.8



  iTunes   Fale com a gente!

Um comentário sobre “Batman – O Príncipe Encantado das Trevas #1

Deixe uma resposta