O Sci-Fi Fantasioso dos Contos de Asgard

Os “Contos de Asgard” (“Tales of Asgard”, no original) foram publicadas como histórias backup na revista Journey Into Mystery (que virou The Mighty Thor na edição 126) e foi onde Jack “THE KING” Kirby e Stan “THE MAN” Lee estabeleceram a maior parte da mitologia do Thor na Marvel.

A história era feita através do “Marvel Way”. Tio Stan passava pro Kirby uma pequena sinopse da história, o Kirby DETONAVA nos desenhos e narrativa, contando a história, que voltava pro Stan Lee colocar os diálogos.

Eram histórias curtas, de no máximo 5 páginas onde eles adaptavam contos da mitologia nórdica para as histórias do Deus do Trovão. Entre outras coisas, eles publicaram biografias de personagens como Heimdall, Loki e Balder. Como não tinha nenhum tipo de amarra cronológica (mesmo para aquela época), eles poderiam alucinar nessas pequenas historias.

A personalidade dos Três Guerreiros fica bem definida nessas pequenas histórias. Hogun, O Severo, com cara de poucos amigos, mas sempre justo; Fandral, O Galante, sempre com um sorriso no rosto e pronto pra batalha; e Volstagg, O Volumoso, que aqui é retratado apenas como um fanfarrão que fala bem mais do que faz, mas que se torna um ótimo alívio cômico pra série.

A série passa por vários dos Nove Reinos e mostra as maquinações de Loki para derrotar o meio-irmão e conseguir o amor de Odin. Também passam pela série Surtur, Hela, o dragão Fafnir, a Rainha das Nornes, entre outros personagens que foram muito importantes nas histórias do Deus Nórdico.

Além desses contos ligados diretamente ao Thor, eles aproveitaram pra contar outras histórias, como a versão nórdica de Chapeuzinho Vermelho e também do mito da criação. E, é claro, que não poderia faltar a história do Ragnarok.

Um dos contos mais interessantes da edição é o de Mogul, da Montanha Mística. O conto adapta histórias árabes para a mitologia nórdica. Inclusive ele voa com uma nave que parece um tapete voador e veste roupas que seriam facilmente vistas em Ali Babá e os 40 Ladrões.

A Salvat republicou essas histórias recentemente, na expansão da Coleção Oficial de Graphic Novels, na segunda edição de clássicos. E, como se isso fosse possível, os desenhos do Jack Kirby estão ainda mais impressionantes com a re-colorização feita pela Marvel. Essa é uma edição que todo colecionador de respeito deve ter na sua coleção.

 

  iTunes   Fale com a gente!

Deixe uma resposta