OMNIVERSO 2.08 – MARVEL BOY

Saudações, robôs, mutantes e alienígenas!

A nave-mãe Omniverso singrou em direção ao Império Kree na companhia do jovem Noh-Varr. Tutelando o rapaz, os cosmonautas ReginaldoJamerson e Dãozinho demonstram toda sua paciência com os jovens e falam um bocado de Marvel Boy, minissérie escrita por Grant Morrison e com desenhos de J. G. Jones. Lá fora, Marvel Boy saiu mensalmente em seis partes, entre agosto de 2000 e março de 2001. No Brasil, a Editora Mythos publicou também mensalmente em três partes, entre junho a agosto de 2001. Morrison tinha acabado de deixar a DC Comics, após o sucesso em JLA e diante da recusa da editora em reformular o Super-Homem (proposta pelo escritor). Na Casa das Ideias, antes de fazer história com os X-Men, o escocês calibrou os motores ao lado de Jones nessa minissérie altamente pretensiosa do afamado selo Marvel Knights.

Ao convidarem Morrison, Joe Quesada e Jimmy Palmiotti pretendiam uma história que chamasse a atenção de leitores mais maduros. O escritor entregou uma história cujo herói é inspirado no Capitão Marvel e vem para a Terra por acidente. Toda tripulação morre, exceto Noh-Varr, que é capturado pelo Dr. Midas. Daí em diante, a história se desenrola com muita ação e doses cavalares de ficção científica. Na época de seu lançamento foi muito celebrada e debatida. E agora, vinte anos depois: vale a pena ir atrás desse gibi? Discutimos isso e muito mais no Omniverso!

Indicações do Episódio:

Veja nossa playlist no Spotify para você ouvir lendo gibis AQUI. E ouça nossos podcasts também Spotify AQUI.


Deixe uma resposta